Estudantes criam moto elétrica personalizável

Um grupo de estudantes de Engenharia e Design Industrial ganhou uma competição com uma moto elétrica personalizável totalmente funcional. É a Eray, uma off-road de competição dotada de alta tecnologia. Ela foi criada pelo Elisava Racing Team, da Escola Universitária de Design e Engenharia de Barcelona, e venceu o Barcelona Smart Moto Challenge (BSMC).

Um detalhe da e-bike que chama a atenção é que ela é personalizável e pode ser feita sob medida para cada piloto. Alguns de seus componentes são impressos em 3D, o que permite a modificação apenas alterando os parâmetros dos arquivos. Não são necessários moldes. É o caso do manetes, assento, carenagem e farol, que podem ser personalizados de acordo com as características ergonômicas de cada piloto.

Eray tem motor de 13 cv e bateria intercambiável

Os estudantes ganharam o BSMC 2019 com a Eray

A Eray tem um motor elétrico Ashwood IMP alimentado pela bateria intercambiável 3,000mA desenvolvida pela equipe, que dá à moto a potência de 13 cavalos. O alcance é pequeno, apenas 50 quilômetros, mas a bateria pode ser trocada em menos de 2 minutos. A e-bike voltada para provas de enduro foi desenvolvida por 12 estudantes, que formam a Elivasa Racing Team.

Leia também

O protótipo da moto levou nove meses para ficar pronto. Os alunos desenvolveram todo o projeto, inclusive o chassi, o que ajudou a conquistar os votos dos jurados do BSMC. A moto tem garfo invertido Olle Moto R16V, e a fabricante de suspensão forneceu um monoshock personalizado para a traseira.

Captura de movimento foi usado para desenvolver a moto

Elisava Racing Team usou tecnologia de ponta para desenvolver a Eray

Os estudantes usaram a tecnologia de captura de movimento para mapear as posições do piloto durante uma prova de enduro. Eles usaram esses dados para mapear a localização dos guidão, assento e o chassi. A moto tem freio a disco na duas rodas e conjunto óptico de LED, com farol oval que dão certo charme ao projeto.

A Eray tem um sistema inteligente que ajusta as respostas da moto ao modo de condução do piloto. O painel de instrumentos é digital com uma tela sensível ao toque de 7 polegadas. Ele pode ser conectado ao GPS de um smartphone via Bluetooth. Com isso, entra em funcionamento um aplicativo que monitora as condições de tráfego, a rota pré-definida e a duração da bateria para fornecer uma leitura precisa do alcance restante.

Além disso, indica ao piloto a estação de carregamento mais próxima. Existem vários modos de condução programáveis ​​e até detecção de ponto cego. Esta é a primeira vez que a Universidade de Elivasa participou do BSMC. A competição é realizada desde 2013 e tem como objetivo inspirar a inovação no motociclismo.

2 comentários em “Estudantes criam moto elétrica personalizável

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *