Gordon Murray prepara um sucessor para a McLaren F1

 A lendária McLaren F1 ganhará um sucessor em 2022. O projetista Gordon Murray divulgou detalhes do novo superesportivo de três lugares, cujo projeto tem o nome T.50. O carro terá um motor V12 de titânio, pesará apenas 980 quilos e usará a tecnologia de pás giratórias para criar downforce. O novo carro tem preço estimado em 2,5 milhões de libras esterlinas, o equivalente a R$ 12,26 milhões.

O novo superesportivo terá uma produção limitada a 100 unidades e será fabricado pela Gordon Murray Automotive. As pás giratórias para gerar downforce aerodinâmico foi usado pelo projeto no controverso Brabham BT46B, que ganhou uma corrida de Fórmula 1 em 1978, mas depois foi retirado da competição. O nome T.50 é uma referência ao meio século de atuação de Murray na criação de carros com design próprio.

Motor do superesportivo tem participação da Cosworth

Gordon Murray aposta no baixo peso para garantir o alto desempenho do T.50

O novo superesportivo terá carroceria de fibra de carbono, motor central e tração traseira. O T.50 terá pouco menos de 4,4 metros de comprimento, ligeiramente maior do que o F1 lançado em 1993. Ele será impulsionado por um motor aspirado de 12 cilindros em “V” de 3.9 litros e 650 cavalos de potência. O inédito propulsor está sendo criado pela GMA em parceria com a Cosworth e estará acoplado a um câmbio manual de seis velocidades.

McLaren F1, lançado em 1993, marcou época

Um comentário em “Gordon Murray prepara um sucessor para a McLaren F1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *