Novo motor de 427 cv é o 4 cilindros mais potente já feito

A Mercedes-AMG revelou nesta sexta-feira (7) o motor de quatro cilindros mais potente já feito. É o M139, que entrega até 427 cavalos. Ele é um 2.0 litros turbo que equipará a nova geração do Mercedes-AMG A45, que será lançado este ano. A cavalaria máxima estará disponível na versão “S” do novo modelo. O novo propulsor também substituirá o usado anterior, o M133, em outros dois modelos da marca, o CLA 45 e o GLA 45, que entrega entrega 360 e 381 cv.

O motor foi totalmente redesenhado e ganhou 46 cv na potência máxima. De acordo com o chefe de Desenvolvimento de Motores da Mercedes-AMG, Ralf Illenberger, as mudanças foram necessárias para cumprir as exigências de emissão na Europa e o desejo de obter mais força e ter um bloco mais leve. “As únicas peças transportadas são algumas porcas e parafusos”, explicou.

Novo Mercedes-AMG M139 é todo feito à mão

Novo motor Mercedes-AMG M139 é todo feito à mão em Affalterbach, na Alemanha

O novo M139 produz 387 cv e 48,94 kgfm de torque no formato padrão. Os números sobem para 427 cv e 51,02 kgfm na configuração “S”. Ou seja, já de saída o motor é mais potente do que o anterior. Outro objetivo da Mercedes-AMG era extrair uma experiência de condução mais esportiva do motor, alterando sua entrega de torque.

Dessa forma, buscou-se obter uma aceleração crescente característica de um motor normalmente aspirado. O novo propulsor gera pico de torque a 5.200 rpm. O novo Mercedes-AMG M139 é feito à mão em Affalterbach, na Alemanha. Ele fornece uma potência 214,5 cv por litro, capaz de subir a 7.200 rpm e uma taxa de compressão de 9,0:1.

Turbo promete resposta imediata em baixa rotação

Novo Mercedes-AMG M139 é feito à mão em Affalterbach

O turbocompressor TwinScroll , que promete uma resposta imediata em baixas rotações, utiliza rolamentos de rolos para o eixo da turbina e compressor. É a mesma solução adotada no V8 4.0 biturbo do AMG GT. Isso minimiza o atrito mecânico dentro do turbocompressor e, portanto, melhora a resposta, já que a turbina atinge a velocidade máxima de 169.000 rpm mais rapidamente .

A Mercedes-AMG anuncia uma pressão máxima de turbo de 2,1 bar para a versão mais potente e 1,9 bar para a variante de 387 cv. Além do óleo e da água, o turbocompressor também é resfriado por ar, que é redirecionado da grade do radiador e através da tampa do motor, projetada como um defletor de ar, bem como por aberturas sob o capô.

Motor estreará na nova geração do Mercedes-AMG A 45

Esta solução de resfriamento adicional por ar vem herdada do desenvolvimento realizado pela AMG para o V8 4.0  biturbo. O novo motor M139 de 2.0 litros pesa (com líquidos) 160,5 quilos. O bloco é feito de alumínio, o eixo de manivelas é de aço forjado, pistões de alumínio forjado e os cilindros incorporam tecnologia Nanoslide, É um revestimento para o cilindro que reduz o atrito e foi lançado no motor M156 (V8de 6.2 litros), embora seja usado até mesmo na Fórmula 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *