Oficial: Ford Fusion sairá de linha no final de 2020

O Ford Fusion terá sua produção encerrada no México no final de 2020. Ao anúncio feito pela fabricante norte-americana coloca em xeque o futuro do sedã de luxo no mercado brasileiro. Não está previsto um sucessor direto para o modelo. “Nosso objetivo no último ano de produção é simplificar mais a oferta e focar na maximização dos modelos SE, SEL e Titanium, os mais populares”, disse Jiyan Cadiz, porta-voz da empresa.

Com o encerramento da produção no México, a Espanha será o único país que manterá a fabricação do sedã. Porém, a fabrica espanhol abastece exclusivamente a Europa, onde o modelo é vendido como Mondeo. O fim do Fusion já era esperado desde o ano passado, quando a Ford anunciou o plano de investir em SUVs e picapes, além do Mustang.

Ford Fiesta, Focus e caminhões também saem de linha

Ford Fiesta deixará de ser produzido no Brasil em breve

Com isso, a marca deixará de produzir e vender sedãs, hactches e minivans nos Estados Unidos. A readequação da Ford já chegou ao Brasil. A empresa anunciou a saída de linha do Fiesta, Focus e de toda a sua linha de caminhões.

A Ford divulgou que tem planos de continuar a vender o Fusion em outros mercados, além da Europa, mas não dá detalhes sobre como isso irá acontecer. Há rumores que a produção mexicana poderia ser transferida para a China, país onde o segmento ainda é forte. De lá, o sedã seria exportado para os mercados que eram abastecidos pelo México.

Ford Focus deixou de ser produzido na Argentina em maio

As incertezas sobre o futuro fizeram as vendas do Ford Fusion despencar no mercado nacional. Em 2018, o modelo teve 4.497 unidades vendidas no país, média de 375 carros por mês. Desde janeiro passado, esse número vem caindo mês a mês. Em maio, foram comercializadas apenas 71 unidades, de acordo com a Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores). O acumulado de janeiro a maio de 2019 é de 629 unidades, média de 126 exemplares por mês.

Um comentário em “Oficial: Ford Fusion sairá de linha no final de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *